“Nunca abandonei o MPLA e vou ajudar o camarada João Lourenço a vencer as eleições com vários shows e espetáculos musicais” – diz Riquinho

O empresário e realizador de eventos, Henrique Miguel “Riquinho”, afirmou ontem, que nunca chegou a abandonar o MPLA, mas sim, havia suspendido a sua militância activa por período de um ano, e agora retorna ao seu partido em momento mais preciso para ajudar o Presidente João Lourenço a vencer as eleições gerais de 24 de Agosto, com vários shows e espetáculos nas comunidades.

O retorno de Riquinho foi flagrado neste sábado, 23, em acto político de massa do MPLA, que marcou abertura da campanha eleitoral, presidida pelo seu presidente, João Lourenço,  no distrito urbano da Camama, em Luanda.

“Nunca havia renunciado a minha militância ao MPLA, e dizia que devia descongelar em um ano, que seria no dia 1 de Agosto deste ano”, explicou, justificando que sente que o partido está numa fase muito critica e fragilizada, por isso decidiu atender ao chamado de um grupo de militantes, “e antecipei o meu regresso à actividade política activa”.

Riquinho disse que após ter apreciado a abertura oficial da campanha política do seu partido, fez um diagnóstico, e já identificou onde o mesmo será útil para ajudar o MPLA e o seu presidente João Lourenço a vencerem as eleições gerais.

O renomado promotor de espetáculos garantiu que vai ajudar o MPLA a obter a sua quinta vitória eleitoral, com a realização de eventos paralelos a favor da campanha do partido no poder.

Henrique Miguel enfatiza, que o seu regresso não está directamente associado à resolução da dívida que o Estado angolano e o próprio MPLA têm consigo, mas “porque nesta fase o MPLA precisa de todos os seus militantes para alcance da vitória”.

Lembrar que nos últimos dois anos, o empresário Henrique Miguel “Riquinho” vinha se manifestando nas redes sociais, com choros e clamor, a pedir que o MPLA pagasse as suas dívidas, bem como algumas empresas públicas, com destaque para a Sonangol, para que pudessem honrar com as suas dívidas contraídas junta da banca.

Nos vários vídeos e áudios amplamente divulgados, Riquinho chegou mesmo a afirmar que estava disposto a mobilizar militantes e simpatizantes a não votar no MPLA, nas eleições deste ano.

Por: CK

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: