Campanha agrícola arrecada 300 mil famílias camponesas

Gambos – Trezentas e quarenta e duas mil famílias camponesas estão envolvidas na campanha agrícola 2021/22, na província da Huíla, aberta oficialmente nesta quarta-feira 1 de Dezembro, no semi-desértico município dos Gambos, pelo governador Nuno Mahapi.

Em relação à época transacta há um aumento de 27 mil famílias integradas no processo produtivo, através de apoios em inputs.

O lançamento da campanha estava previsto para Setembro, mas o atraso das chuvas forçou o adiamento.

Ao todo estão preparados 605 mil hectares, 205 a mais que em 2020, cuja previsão é colher 500 mil 152 toneladas de produtos diversos.

Até à data da abertura da campanha, essas famílias camponesas receberam das autoridades 200 toneladas de sementes de milho, massango, massambala e hortícolas, assim como fertilizantes, na perspectiva de fomentar a agricultura familiar.

Falando no acto de lançamento, o governador Nuno Mahapi disse que a produção agrícola representa um desafio dos camponeses, por isso todo apoio lhes foi prestado.

Sublinhou que se as chuvas forem regulares, o governo augura melhoria da produção e da produtividade, para que haja excedentes de alimentos e, com isso, combater a fome que a região vive.

Apelou os agricultores dos Gambos a tirarem maior proveito das águas do rio Caculuvale, como forma abraçar a actividade agrícola de regadio, apostando em sementes com período curto de maturação.

Actualmente o gabinete provincial da Agricultura e Pecuária controla 835 associações de camponeses, correspondentes a 85 mil, 537 famílias e 224 cooperativas, que congregam 43 mil 129 membros.

Refira-se que na época passada, em que faltaram chuvas (com 61 por cento de pluviosidade), foram colhidas 190 mil toneladas, de 400 mil previstas.

Deixe uma resposta

%d