APN acusa simpatizantes da UNITA por intimidação de morte ao seu vice-presidente

O candidato a vice-presidente da República pela Aliança Patriótica Nacional (APN), Noé Mateus, está, alegadamente a ser alvo de ofensas e ameaças de morte por simpatizantes da UNITA por via das redes sociais, segundo um comunicado do partido publicado ontem.

O comunicado refere que as ameaças que estão a ser feitas nas redes sociais de Noé Mateus colocam, igualmente, em insegurança a vida da sua família – um cenário que a APN considera de intolerância política.

Tendo em conta a situação de ameaça, o vice-presidente da APN solicitou a protecção protocolar para si e sua família para poder continuar a caça ao voto para o seu partido, visando as eleições de 24 de Agosto.

Na nota de imprensa, a APN refere ainda que “a UNITA quer fazer a alternância do poder ainda este ano e, por isso, está a usar todos os seus recursos para esse fim”.

“Estamos no momento da festa da democracia, em que cada partido deve fazer o seu jogo político, dentro dos ditames da lei, para atrair o eleitorado”, sublinha a nota.

Concorrem ao quinto pleito eleitoral, os partidos MPLA, UNITA, FNLA, PRS, APN, PHA,PRS e a coligação de partidos CASA-CE.

Estão em disputa, nestas eleições gerais de 24 de Agosto, mais de 14 milhões de votos, sendo 22 mil dos quais de angolanos residentes no estrangeiro.

Por: Angola24H

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: