Papa faz apelo à paz e ao diálogo

O Papa Francisco apelou, domingo (07), à paz e ao diálogo na Etiópia, abalada por um longo conflito que já causou milhares de vítimas.

“Acompanho com preocupação as notícias vindas do Corno de África, em particular da Etiópia, com um conflito que começou há mais de um ano e causou muitas vítimas e uma grave crise humanitária”, disse o Papa, durante um breve discurso após à oração do Angelus.

“Peço que prevaleçam a harmonia fraterna e um diálogo pacífico”, acrescentou.

A guerra entre os rebeldes da região etíope do Tigray e o executivo central da Etiópia começou em 4 de Novembro de 2020, quando o Primeiro-ministro etíope ordenou uma ofensiva contra a Frente de Libertação do Povo Tigray (TPLF) como retaliação por um ataque a uma base militar federal e na sequência de uma escalada de tensões políticas.
Francisco também dedicou uma breve mensagem à Serra Leoa, onde a explosão de um camião de combustível causou uma centena de mortos: “Também rezo pelas vítimas de um incêndio causado por uma explosão de combustível em Serra Leoa”.  Na homília chamou a “atenção aos hipócritas” e disse para “não basear a vida no culto da aparência, da exterioridade, do cuidado exagerado com a própria imagem”.

“É um aviso para todos os tempos e para todos, Igreja e sociedade: nunca aproveitem o seu próprio papel para afastar os outros, nunca ganhem pela pele dos mais fracos! E estejam alerta, para não caírem na vaidade, na obsessão pela aparência, perdendo a substância e vivendo na superficialidade”, argumentou.

A hipocrisia, continuou, é “uma doença perigosa para a alma” e, em vez de ser levado por ela, “é melhor mostrar generosidade e gratidão para com os outros”, declarou.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: