Crescem casos de jovens com cancro da mama

O número de mulheres jovens, com idades a partir dos 20 anos, tem estado a aumentar consideravelmente a nível do Instituto Angolano de Luta contra o Câncer, vulgo Centro de Oncologia, revelou, ontem, a directora clínica da instituição.

Isabel Sales avançou que, em termos estatísticos, o cancro da mama tem sido, nos últimos anos, o que leva pacientes para o Centro Oncológico, com grande incidência sobre mulheres jovens, quando, antes, este problema acometia mais pessoas a partir dos 50 anos.

Apesar de ser muito comum em mulheres, a directora clínica disse que o cancro da mama já tem estado a afectar um número considerável de homens.

“Na raça negra, o cancro pode aparecer em pessoas mais jovens, mesmo a partir dos 19 anos, de uma forma mais agressiva, enquanto que noutros países surge mais mulheres com idades mais avançadas”, explicou.

Anualmente, o Instituto Angolano de Luta contra o Câncer regista 230 novos casos de cancro da mama entre mulheres e homens, sendo maior partes desses na classe feminina e um por cento masculina.

Isabel Sales avançou esses dados, no final de uma visita efectuada por um grupo de mulheres afectas à Organização da Mulher Angolana (OMA) e da JMPLA, no quadro do “Outubro Rosa”, dedicado à luta contra o cancro.

No que toca ao número de vítimas mortais por cancro da mama, Isabel Sales considerou ser difícil de precisar, mas assegurou que a maioria dos óbitos são de doentes que chegam ao centro em estado avançado da enfermidade.

A secretária para o Gabinete de Cidadania do Secretariado Executivo da OMA, Manuela Gaspar, manifestou a solidariedade daquela organização feminina do MPLA com as vítimas do cancro.Por isso, disse que a OMA vai desenvolver acções de advocacia, para chamar a atenção das famílias sobre os sinais da doença.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: